Bactérias tornam o corante índigo mais 'verde'

- Sep 28, 2018-

Um artigo publicado na mídia relata um método ecológico de produzir corantes índigo a partir de bactérias geneticamente modificadas. O azul representativo do tecido denim geralmente vem do índigo. Este método biológico de sintetizar e aplicar corantes índigo evita a necessidade de produtos químicos nocivos.

 

O índigo natural vem de plantas, extraídas de plantas há milhares de anos e usadas como corante azul. No entanto, a demanda moderna por esse corante levou à fabricação de índigo por síntese química em escala industrial. O processo envolve uma variedade de produtos químicos perigosos que podem causar danos ao meio ambiente.

 

John Dueber, da Universidade da Califórnia, Berkeley, e seus colegas criaram uma maneira "verde" de produzir índigo usando bactérias geneticamente modificadas que produzem um composto relacionado, o indol. O indol é inerentemente instável, mas os pesquisadores descobriram uma enzima que estabiliza o indol vinculando-o a uma molécula de açúcar. Essa enzima encontra bactérias para produzir a urina azul dos pais, que pode ser facilmente isolada e preservada por um longo tempo. Mais tarde, quando chegou a hora de tingir, outra enzima converteu o índigo da urina diretamente no tecido.

 

Os pesquisadores sugerem que seu método de produção de índigo ainda não é prático para a produção industrial, mas pode, a longo prazo, oferecer uma alternativa mais sustentável e ecológica aos processos químicos atuais.